Telas em assentos de aviões devem se tornar espécie em extinção

Telas em assentos de aviões devem se tornar espécie em extinção

Imagem: anyaberkut/Thinkstock

Na busca por tarifas mais altas e fidelidade dos passageiros, companhias aéreas estão constantemente tentando promover seus serviços a bordo como melhores que a Marca X. Atualmente, um campo de batalha evidente está bem na sua frente: as telas instaladas nos assentos.

Embora essas telas sejam um recurso frequentemente oferecido em rotas de longo curso, o que ajuda a passar o tempo durante as travessias oceânicas, há uma profunda diferença de opinião entre as aéreas americanas quando se trata de jatos domésticos de corredor único. O advento do Wi-Fi a bordo deu às companhias aéreas a opção de usar o celular ou tablet dos passageiros como um portal para filmes, programas de televisão e videogames, evitando a despesa do hardware instalado em todos os assentos.

Três das maiores companhias aéreas americanas – American Airlines, United Airlines e Alaska Air – estão removendo telas de seus jatos domésticos, a família de aeronaves 737 e A320 de médio alcance vendidas pela Boeing e Airbus, respectivamente. A Southwest Airlines nunca equipou seu Boeing 737 com telas e disse que não tem planos de mudar de estratégia.

Leia mais em Exame

Related posts