Furacões Florence e Helene ganham força no Oceano Atlântico

Florence deve se tornar um grande furacão na noite desta segunda e se aproximar da costa sudeste dos EUA na quinta. Helene tem ventos máximos de 140 km/h, mas deve começar a perder força.

Imagem de satélite mostra os furações Florence (3º da dir. p/ esq.) e Helene (à dir.), além da tempestade tropical Isaac (centro), no Oceano Atlântico (Foto: NOAA via AP)

Os furacões Florence e Helene continuam a se fortalecer no Oceano Atlântico, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês). Segundo o último comunicado divulgado pelo NHC nesta segunda-feira (10), Florence já é considerado um furacão de categoria 4.

Ele chegou à categoria 3 na segunda-feira de manhã, mas dados de aviões caçadores de furacões indicam que a tempestade está se tornando mais forte à medida que se move sobre as águas quentes do Atlântico.

Localizado a cerca de 905 km a nordeste das ilhas do norte de Leeward, Florence tem ventos máximos de 150 km/h e deve se tornar um grande furacão na noite desta segunda (10). A previsão é que ele se aproxime da costa sudeste dos EUA na quinta-feira (13).

O Helene está a cerca de 320 km a oeste-sudoeste das ilhas de Cabo Verde e tem ventos máximos de 140 km/h, segundo o NHC, mas deve começar a passar por um lento enfraquecimento no final da terça-feira (11).

Furação Florence é visto no meio do Oceano Atlântico, a cerca de 1,2 mil km de Bermuda (Foto: NOAA NWS National Hurricane Center/Handout via REUTERS )

Fonte: Globo

Related posts