Furacão Florence enfraqueceu, mas ainda chega forte aos EUA

Chuva intensa e ventania já começam a ocorrer nos estados da Carolina do Sul e do Norte até a noite desta quinta-feira. Ventos baixaram para 175 km/h.

O furacão Florence enfraqueceu na tarde e noite de ontem e no começo da madrugada desta quinta-feira, 13 de setembro, era um furacão de categoria 2, na escala Saffir-Simpson que vai até 5. Até o começo da tarde de ontem, 12, Florence estava na categoria 4. Mas mesmo tendo perdido força, continua avançando para os Estados Unidos e tem potencial para causar muitos problemas em vários estados norte-americanos. Além de ventania e chuva torrencial, são previstos grandes ondas, fortes ressacas, inundações, enchentes e até tornados e trombas d´água em alguns locais.

No aviso público emitido pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês), das 12 UTC (09h em Brasília) de 13 de setembro de 2018, o furacão Florence estava se movendo para noroeste, a 20 km/h. O centro do sistema estava a 275km a leste/sudeste de Wilmington, na Carolina do Norte, e a 355 km a leste/sudeste de Myrtle Beach, na Carolina do Sul. Os ventos máximos sustentados verificados por um avião caça-furacões era de 175 km/h, mas com rajadas mais intensas.

A previsão do NHC é que até noite desta quinta-feira, 13 de setembro, o centro do furacão já esteja muito próximo do litoral da Carolina do Norte e efetivamente toque o território norte-americano na sexta-feira, 14.  Em seguida, entre a noite de hoje e a sexta-feira, o centro de Florence se move para a costa do sul da Carolina do Norte e leste da Carolina do Sul.

Durante a sexta-feira, a medida que Florence avançar pelo interior dos Estados Unidos, vai enfraquecendo e deixa ser um furacão para ser uma tempestade tropical. Até o domingo, a previsão é de que Florence se torne uma depressão tropical.

Perigos em terra e no mar

Mesmo tendo enfraquecido, o furacão Florence representa grande perigo para os Estados Unidos. O alerta do governo é de risco de perdas de vida. Milhares de pessoas já deixaram suas casas para se proteger dos danos causados durante os dias de atuação mais intensa de Florence.

ventania no mar provoca grandes ondas e depois a ressaca forte. A chuva torrencial e em grandes áreas provoca extensos alagamentos e enchentes. Além disso, há o risco de tornados e de trombas d´águas.

A chuva mais volumosa de Florence deve cair nas áreas costeiras do estado da Carolina do Norte. Os meteorologistas do NHC prevêem que chova de 500 a cerca de 760 mm em amplas áreas, mas em alguns locais isolados pode chover até cerca de 1000 mm. Este volume de chuva causaria inundações catastróficas e transbordamento de rios.

Tornados são esperados no leste da Carolina do Norte nesta sexta-feira

O mapa mostra o grau dos alertas emitidos pelos meteorologistas norte-americanos e a extensão esperada dos efeitos de Florence quando entrar pelo interior dos Estados Unidos. Repare que é possível que a chuva associada a este sistema chegue a Ohio e Pensilvânia, estados que já estão próximos da fronteira com o Canadá.

A região de Washington DC, a capital dos Estados Unidos está pode sentir um pouco da chuva de Florence, mas quando o sistema já estiver enfraquecido.

Fonte: Terra

Related posts