Frota da América Latina deverá dobrar nos próximos 20 anos

Frota da América Latina deverá dobrar nos próximos 20 anos

Imagem: Airbus

A Fabricante europeia Airbus afirma que a região da América Latina vai precisar de 1.540 novas aeronaves

Para atender ao crescimento do tráfego aéreo, a frota em operação na América Latina quase dobrará dos 1.460 aviões atualmente em operação para 3.000 nas próximas duas décadas (um aumento de 1.540 aeronaves), segundo a previsão de mercado mais recente da Airbus.

Do total de 2.700 novas aeronaves previstas para os próximos 20 anos, 1.160 substituirão modelos de gerações mais antigas e 300 deverão permanecer em operação, aponta a fabricante em sua análise. Desse montante, 2.400 são da categoria de pequeno porte, como aeronaves de corredor único, e 300 das categoria médio ou de fuselagem larga.

Para pilotar essa frota crescente, a Airbus prevê a necessidade de 47.550 novos pilotos e 64.160 técnicos a serem treinados nos próximos 20 anos na América Latina, representando 9% da demanda global por pilotos e 10% da demanda global por técnicos. Essa previsão representa uma receita de US$ 268 bilhões para o mercado de serviços da América Latina.

Leia mais em AirWay

Related posts