Demetrius Miguel, diretor de Relacionamento e Novos Negócios da Maringá Turismo, fala ao DIÁRIO

REDAÇÃO DO DIÁRIO

Com um portfólio de clientes que contempla empresas dos mais variados segmentos e portes, a Maringá Turismo atua no mercado de viagens corporativas e lazer, há mais de cinco décadas. O segredo para o sucesso é se reinventar todos os dias, criando soluções e serviços que encantam diariamente seus clientes. Com este pensamento, será realizado este mês mais um Client Management Experience, uma série de eventos com o objetivo de levar conhecimento e conteúdo significativo para clientes e profissionais do setor. A última edição deste ano será realizada na próxima quarta-feira (29), em Curitiba, e reúne profissionais renomados de eventos e viagens corporativas, através um dinâmico debate, em formato de painel de conhecimento compartilhado. “Contamos com profissionais de grandes empresas já confirmadas”, afirma Demetrius Miguel, Diretor de Relacionamento e Novos Negócios da Maringá, em entrevista exclusiva ao DIÁRIO. Abaixo, ele conta mais detalhes sobre o evento, acompanhe:

DIÁRIO – Nos apresente um panorama geral, o principal objetivo do evento e qual a importância de abordar um tema tão atual como a tecnologia.

DEMETRIUS – O objetivo do Client Management Experience é trazer para os profissionais da área, tendências e inovações do mercado, tanto de viagens corporativas quanto de eventos. É curioso falar de tendência, porque imaginamos o que poderia ser uma inovação em eventos, já que desde sempre é a mesma coisa, mas agora alguns fatores podem colaborar com a experiência do participante. É aí que entra a questão da tecnologia.

DIÁRIO – E onde a Tecnologia pode ser abordada nos eventos corporativos?

DEMÉTRIUS – Além dos tradicionais hotsites, onde a pessoa pode acessar e fazer suas confirmações, muitos utilizam da tecnologia para desenvolver aplicativos, que durante o evento, permite que o participante possa receber notificações e instruções. Alguns eventos musicais já utilizam esse recurso, por exemplo, dependendo do lugar em que o participante passa, ele vai interagindo com o ambiente. Então, hoje já é possível que durante um evento corporativo, o participante possa avaliar o conteúdo de um painel, a refeição que foi servida, tudo dentro de uma plataforma digital, um aplicativo, ou seja, ele tem a possibilidade de compartilhar sua experiência em tempo real, dispensando o uso de pesquisas de satisfação, que sairiam um ou dois dias depois, quando o visitante pode até já ter esquecido suas impressões sobre o evento.

Nós queremos passar um pouco dessas ideias em nosso painel, e obviamente abordar a tecnologia aplicada em viagens corporativas, que tem muito disso também, de mobilidade, de BI (Business Intelligence) – como vem se comportando, que tipo de análise conseguimos oferecer aos nossos clientes, a metodologia de gestão que a gente aplica, fazendo o uso dessa tecnologia. Nosso objetivo é despertar esse tipo de interesse, cremos nisso, pois nem todo mundo está nessa mesma página, as pessoas as vezes não possui tanto conhecimento do assunto.

DIÁRIO – Quem serão os debatedores e qual será o ambiente do painel?

DEMÉTRIUS – Os debatedores são pessoas de mercado, como Paulo Salvador da Omnibees, Max Campos do Hotel Quando, do Victor Van Oorschot da BestBuy, o Marcos Vileski da Rede Atlântica, dentre outros grandes nomes. Nós queremos trazer para o público, uma mudança na ideia geral de que o produto hotel é um assunto simples. Por incrível que pareça, algumas pessoas ainda enxergam o produto hotel como algo muito simples, onde basta ligar e fazer uma reserva, e definitivamente não é simples assim, o cliente possui N canais de distribuição, existem sistemas que o propiciam essa reserva, como o online booking, que pode estar plugado a um GDS, a um broker, enfim, hoje consegue-se ofertar multi-conteúdo. Mas qual é o mais vantajoso do ponto de vista de um hoteleiro? Qual é o mais vantajoso do ponto de vista de uma TMC?

DIÁRIO – Então, o foco principal do painel será a gestão hoteleira?

DEMÉTRIUS – Nós vamos falar de aéreo em um capítulo específico de gestão de viagens, onde vamos trazer indicadores, e uma série de outras coisas, mas no momento do painel o foco realmente será em hotelaria. Queremos discutir novas práticas, como por exemplo a do Hotel Quando, com diárias fracionadas, vamos explicar como funciona essa prática, e aproveitar o tema para demonstrar o custo operacional do hotel, pois para cada hóspede, há um custo operacional envolvido: existe a parte de manutenção do quarto, de higiene de troca de enxoval, tudo isso contribui para que o custo operacional aumente. Nosso objetivo é apresentar ao mesmo tempo, uma nova forma de comercializar o hotel, e o que está por trás disso, e qual o seu impacto.

DIÁRIO – Qual é o público esperado?

DEMÉTRIUS – Nossa expectativa é de aproximadamente 30 convidados, já contamos com profissionais de grandes empresas confirmadas, mas esperamos principalmente, um público de gestores de viagens, as pessoas responsáveis por administrar as viagens corporativas dentro das empresas. O evento ocorrerá no Radisson Curitiba, parceria fundamental, pois o hotel é um dos locais que possui diversas soluções tecnológicas, como a possibilidade de fazer check-incheck-out, solicitar um room service, entre outras via aplicativo. E como vamos falar de tecnologia no processo da experiência do hóspede, não podemos perder essa oportunidade.

DIÁRIO – Será abordado também, a importância do gerenciamento dos números?

DEMÉTRIUS – Sim. Abordamos a questão de custos, de pricing, também vamos falar dos investimentos que estão sendo feitos no setor hoteleiro. Demonstraremos um forecast voltado às companhias aéreas, sobre o que podemos esperar de comportamento tarifário para o próximo ano, baseado na experiência que a Maringá tem no mercado. Falaremos sobre as companhias que vêm diminuindo seus descontos, por consequência aumentando seu ticket médio, então esse tipo de estudo foi feito e conseguiremos passar nesse painel uma estimativa de como o mercado vai se comportar.

DIÁRIO – O que esperar para os eventos de 2018?

DEMÉTRIUS – Nós tivemos dentro do ano de 2017 cinco eventos do Client Management Experience, esse será o sexto e último evento do ano. Esse será um pouco diferente dos outros, pois contará com um painel de debate. A cada edição que realizamos, conseguimos aprimorar cada vez mais o formato de apresentação, e sentimos que esse é o modelo ideal. Então, com toda a certeza ele será repetido em 2018. Pelo menos uma edição no Rio de Janeiro, uma em Porto Alegre, uma em Curitiba, duas em São Paulo, e em mais algumas outras regiões, que ainda estão sendo estudadas.

 

Fonte: Diário do Turismo

Related posts