Americanos, japoneses, canadenses e australianos, sejam bem-vindos ao Brasil!

A man preparing to travel

Por Manoel Linhares

No dia 17 de junho entra em vigor o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que libera a necessidade de vistos de entrada para americanos, japoneses, canadenses e australianos. Desde o fim de 2017, cidadãos desses países já podiam obter o documento pela internet, sem precisar comparecer a um consulado, acelerando e barateando o processo. E os resultados já apareceram, segundo diversos índices relacionados ao turismo brasileiro.

Na visão do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), por exemplo, a decisão de liberar o visto eletrônico foi acertada e teve grande impacto nos números alcançados pelo setor no país em 2018, quando a receita gerada pelo turismo cresceu 3,1%, uma das mais elevadas altas na América do Sul, o dobro da economia brasileira, gerando 6,9 milhões de empregos (7,5% do total de trabalhos gerados no país), trazendo cerca de US$ 6,2 bilhões, 12,8% de alta em relação a 2017. O turismo de lazer foi responsável por 88% desse resultado e o restante ficou por conta das viagens corporativas.

Um bom começo, sem dúvida, mas é necessário continuar avançando, com a transformação do decreto nº 9.731 em lei, consolidando o benefício na Constituição e estendendo-o a outros países grandes emissores de turistas, como a China, cujas negociações já foram iniciadas.

Leia mais em m&e

Related posts