Agência que busca destroços de avião que caiu na Indonésia não acredita em sobreviventes

Aeronave, com 189 pessoas a bordo, perdeu contato 13 minutos depois da decolagem do Aeroporto de Jacarta, na manhã desta segunda.

Equipes de resgate buscam destroços do voo JT-610 da Lion Air que caiu no mar na costa norte da ilha de Java, na Indonésia — Foto: AFP Photo

A agência de busca e resgate da Indonésia não acredita que haja sobreviventes após a queda do avião da Lion Air no mar ao norte da ilha de Java. A aeronave, com 189 pessoas a bordo, perdeu contato 13 minutos depois da decolagem do Aeroporto de Jacarta, na manhã desta segunda-feira (29, horário local).

“Precisamos encontrar os principais destroços. Eu prevejo que não haja sobreviventes, com base em partes do corpo encontradas até agora”, disse Bambang Suryo, diretor operacional da agência, segundo a Reuters.

O avião da companhia é um Boeing 737 Max 8, um modelo relativamente recente. De acordo com o site FlightRadar24, a aeronave foi entregue à Lion Air em agosto deste ano.

O voo, de prefixo JT-610, faria a rota Jacarta – Pangkal Pinang, que duraria pouco mais de uma hora. Segundo o funcionário da companhia aérea Nur Andi, citado pela BBC, ele decolou às 6h20 e o último contato aconteceu às 6h33 (13 minutos depois).

Integrante da equipe de resgate aponta para o local onde o voo JT- 610 da Lion Air caiu no mar — Foto: Resmi Malau / AFP

A última posição da aeronave foi registrada a 15 km ao norte da costa da Indonésia, de acordo com uma referência do Google Maps e também coordenadas relatadas pelo Flightradar24.

Os dados preliminares de rastreamento de vôo do Flightradar24 mostram que a aeronave subiu para cerca de 5.000 pés (1.524 m), chegou a perder altitude, mas a recuperou, antes de finalmente cair no mar.

O acidente é o primeiro que envolve o Boeing 737 MAX, uma versão atualizada e mais eficiente da aeronave. Os primeiros jatos Boeing 737 MAX entraram em serviço em 2017. A subsidiária malaia da Lion Air, Malindo Air, recebeu a primeira entrega global.

Fonte: G1

Related posts