Aeroporto de Foz será um dos mais modernos do Brasil

A convite do Fundo Iguaçu e da Infraero, representantes da Gestão Integrada do Turismo realizaram visita técnica às obras do terminal

Aeroporto de Foz será um dos mais modernos do Brasil
Imagem: Fundo Iguaçu e Marcos Labanca

Representantes da Gestão Integrada do Turismo realizaram visita técnica para acompanhar as obras de ampliação e revitalização do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu/Cataratas. A vistoria atendeu a convite do Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu (Fundo Iguaçu) e da superintendência da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) no município.

Com previsão de conclusão até dezembro, as obras do terminal incluem a ampliação das salas de embarque e desembarque e a instalação de esteiras de restituição de bagagem na área de desembarque. A reforma conta ainda com a instalação de quatro novas pontes de embarque. O saguão do aeroporto está sendo ampliado, além de melhorias realizadas nos setores de check-in e inspeção.

De acordo com a Infraero, a capacidade do Aeroporto de Foz do Iguaçu saltará dos atuais 2,6 milhões para cinco milhões de passageiros. As salas de embarque, por exemplo, passarão de 900 para 5.400 metros quadrados. O valor do investimento é de R$ 32,650 milhões. A reforma e a ampliação do terminal oferecerão mais conforto e segurança aos usuários e qualificarão os serviços com uma área comercial mais ampla.

Presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt explica que o terminal elevará significativamente sua capacidade de atendimento aos passageiros. “Teremos um aeroporto digno de nosso destino turístico internacional e com capacidade para receber cerca de cinco milhões de passageiros por ano”, destaca.

Além dessas obras, o Fundo Iguaçu investiu em projeto de revitalização da pista de pouso e decolagem, obra já concluída pela Infraero, tornando a via mais moderna e segura para a movimentação de aeronaves. “O Fundo Iguaçu ainda conduz o processo de licenciamento ambiental para a obra de ampliação da pista de pouso e decolagem em mais mil metros”, informa Eidt.

Notícia completa em Rádio Cultura Foz

Related posts