Grupo Arbaitman divulga resultado de pesquisa realizada com os Gestores de Viagens do Brasil

Por Demetrius Miguel – Diretor de Relacionamento e Novos Negócios

O Grupo Arbaitman promoveu uma pesquisa com os gestores do Brasil, no período de 22 até 30 de abril. Gestores de viagens são profissionais nas empresas que gerenciam o planejamento estratégico de viagens corporativas, elaborando política de viagens, negociações de acordos, controle de saving e o bem-estar de seus colaboradores em viagens.

O objetivo foi realizar o estudo analítico de soluções e melhorias nos produtos e serviços oferecidos pelo mercado de turismo no período da pandemia de COVID-19. Já o envio da pesquisa foi através de meios eletrônicos, divulgados nas redes sociais e enviados por e-mail. Todas as respostas são totalmente confidenciais, garantindo a qualidade e responsabilidade do Grupo Arbaitman.

A pesquisa teve como participantes os gestores de empresas diversas e segmentos variados do mercado brasileiro. Os principais segmentos das companhias participantes foram: Telecomunicações, Indústria, Educação, Farmacêutico e Alimentício.

Identificamos na pesquisa que mais de 55% das empresas realizaram o bloqueio de viagens entre os dias 16 e 31 de março de 2020. E a expectativa é que o retorno das atividades envolvendo viagens se dê a partir de agosto de 2020.

Questionados sobre as maiores dificuldades encontradas com a gestão de viagens, 44% apontou para redução da malha aérea e cancelamento dos voos pelas cias aéreas e 38% por excesso de cancelamento de voluntários (através dos passageiros). Este índice segue de encontro com os comunicados das cias aéreas, desde o dia 24 de março, sobre a redução da malha aérea em 92%. Além disso, as fronteiras do Brasil foram fechadas por decreto governamental desde o dia 27 de março.

Outro tema analisado foi o seguro viagem e 36% dos gestores não tiveram problemas e 46% não precisaram acionar o produto. Segundo a ABRACORP, houve um aumento de 19,8% em emissões de seguros nacionais neste primeiro trimestre de 2020. As empresas de seguro viagem, por sua vez, se apresentaram parceiras neste momento de crises, algumas delas inclusive com atendimento médico online aos segurados, apoio aos viajantes fora do país e, também, compartilhando conteúdos em suas mídias digitais.

Outro serviço pesquisado foi a locação de veículos e esta foi uma alternativa para 24% aos viajantes que precisavam retornar às suas residências ou realizar atividades essenciais para as empresas. Outro fator que levou a utilização deste serviço foi a flexibilização das locadoras para a devolução em outros locais sem custo adicional e maior segurança aos viajantes por não precisarem compartilhar o espaço utilizados por outros passageiros em carros de aplicativos ou táxis.

As principais mudanças que ocorreram no setor de viagens para os gestores pesquisados foram: a rápida ação para readaptação, criação de uma gestão de crise, suspensão de viagens internacionais e, em seguida, as viagens nacionais, e o retorno seguro dos viajantes para suas residências.

Para as agências de viagens há uma excelente notícia, pois o resultado indica que 97% dos pesquisados disseram ter suas expectativas superadas em relação ao atendimento operacional, gerência comercial e plantão emergencial de suas agências.

Segundo o Vice-Presidente do Grupo Arbaitman, Siderley Santos: “Este momento é oportuno para mudanças e novos aprendizados, tanto para os clientes, como para os fornecedores. De certa forma, todos precisamos nos adaptar ao “novo setor de viagens” que já está surgindo com preocupações muito mais pautadas em segurança dos viajantes e utilização de parceiros também focados na saúde de todos.”

Clique aqui e acesse os resultados da pesquisa

Related posts